Conecte-se conosco




Pastor

Passado do pastor Guilherme de Pádua é um " Elefante que incomoda muita gente"

Publicado

em

Passado de Guilherme de Pádua

Guilherme de Pádua se tornou pastor pela Igreja Batista Lagoinha logo após sair da cadeia onde cumpriu pena árdua pelo assassinato de Daniela Perez. Embora tenha pago a sua dívida com a justiça, tendo plena liberade de ir e vir, as pessoas ainda enxergam seu passado como um "Elefante", e mesmo meio gospel tem dificuldade em perdoar.

+ Pastor é acusado de molestar filha enquanto mulher saia para trabalhar

As redes sociais é a vitrine onde o pastor Guilherme de Pádua fixa seus trabalhos sociais realizados. Além de expôr a própria vida, também deixa mensagens de fortalecimento espiritual, principalmente na área motivacional.

No entanto, tanta exposição do pastor ex- presidiário, parece que não tem lhe ajudado muito muito, pois grande parte do público ainda o condena pelo seu passado. A cada publicação que Guilherme de Pádua faz em seu instagram, sempre gera uma discussão envolvendo Daniela Perez, vítima e causa da sua prisão.

Nesta última postagem do pastor, ele falou sobre sua bela esposa declarando o seu imenso carinho, segundo Guilherme ela é "tudibão".

" Deus faz sempre mais do que eu mereço! To eu aqui com esta mulher tão “tudibão”...
E ainda por cima dedicada à Deus!", declarou.

Muito dos mais de cem comentários seguiram o tom de acusação. Entre eles, um que parecia defende-lo também deixava claro o crime cometido por Guilherme de Pádua, antes de se tornar pastor.

" Tenho certeza que Deus o perdoou há muito tempo só quem sabe o que aconteceu naquele momento foi quem estava lá e Deus. O importante é o que ele se tornou o que tem feito disse Deus és que faço nova todas as coisas. De fato quem critica não deveria seguir", disse uma das suas seguidoras.

Na imagem onde Pádua está ao lado da esposa, aparentemente feliz, não se podia imaginar que geraria tanta polêmica, ao ponto do próprio pastor responder a seguidora.

" Ninguém tá aqui para passar a mão no passado. Nem ninguém tá apoiando o que houve. Porém passado tem que ficar para traz. Julgar criticar é o que o ser humano faz.... sempre".

Guilherme cumpriu mais de 10 anos de cadeia e já fez vários vídeos falando do tempo e do sofrimento que enfrentou na cadeia. Hoje como pastor, o seu trabalho consiste em evangelizar pessoas dentro do sistema prisional.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Continue Lendo

Recentes