Connect with us

Pastor

Pastor Gilmar Fiuza fica preso em aeroporto e culpa descaso da companhia aérea

Published

on

Pastor Gilmar Fiuza faz denuncia contra empres aérea

O Pastor Gilmar Fiuza usou a sua conta no Instagram para fazer um desabafo após ficar preso em um aeroporto por mais de hora. Ele culpou a companhia aérea Gol pelo descaso no atendimento aos clientes.

+ Pastor Denilson Lima é detonado na Internet

Em viagem pelo Paraná, o pastor Gilmar Fiuza estava no aeroporto de Maringá nesta segunda 07, aguardando um voo, que por problemas de mal tempo não conseguiu embarcar no horário combinado.

O que virou motivo de indignação por parte de Fiuza foi o descaso que a Gol Linhas Aéreas. Ela não estava fornecendo qualquer assistência para eles enquanto o problema de voo era resolvido, deixando todos com fome por mais de 3 horas.

"Estou passando aqui para fazer a minha manifestação e indignação contra a Gol Linhas Aéreas. Por falta de boas condições climáticas no Aeroporto de Maringá, a Gol suspendeu o voo dela, causando um caos aqui no aeroporto de Maringá. Contra as condições climáticas nós não temos o que dizer. Na verdade, é a falta de administração e o mal atendimento dado aos passageiros. A empresa deveria alocar esses clientes em um hotel etc. Eu cheguei as 3hr da manhã, são 6h20 e eles ainda não conseguiram resolver. Depois de muita insistência eu consegui um voucher para comer. É um descanso e falta de respeito! Péssimo trabalho!"

Nos comentários foi possível ver a indignação das pessoas com o fato, onde alguns até mesmo disseram que já foram vítimas do mesmo problema que o Pastor Gilmar Fiuza.

Como os pastores usam bastante as companhias aéreas para se locomover pelo Brasil, sempre noticiamos casos iguais a esses, que atrasam a vida e atrapalham os outros compromissos.

O problema em questão não é o fator tempo, porque isso não é culpa da Gol, mas sim a falta de informações e a displicência quando o assunto é dar qualquer assistência enquanto o voo não é autorizado.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Recentes