Conecte-se conosco




Política

Deputado Abílio Santana comemora aprovação da PEC da prisão em segunda instância

Publicado

em

Deputado comenta a Pec

Na quarta-feira (20), o pastor e deputado federal Abílio Santana comemorou em suas redes sociais a aprovação da PEC que dá prisão em segunda instância.

+ Silas Malafaia ganha processo contra Youtuber Cauê Moura

A votação ocorreu na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputado, onde a PEC da prisão em segunda instância foi aprovada. Esta foi uma resposta aos corruptos, deixando bem claro, que a impunidade não vencerá no Brasil.

No vídeo publicado no Instagram, o deputado falou da emoção em poder fazer parte dos 50 parlamentares que votaram a favor da prisão.

"Amados, acabou de ser aprovado com 50 votos contra 11, onde demos o troco aos corruptos"

Além dessa vitória que o pastor Abilio comemorou, ele também teve uma conquista surpreendente na tarde desta quarta-feira (20), onde a Comissão de Direitos Humano aprovou a realização de uma audiência pública para debater o preconceito sofrido por ex-homessexuais. O Requerimento Nº 154/2019 é de autoria do próprio deputado federal baiano, do PL-BA.

O parlamentar argumenta que "conhece várias pessoas que deixaram de ser homossexuais, através da fé ou da ajuda de profissionais, e mesmo assim "sofrem preconceito ou vivem num vácuo social"., sendo uma "minoria dentro da uma minoria". Ele criticou ainda a decisão do STF que proíbe que profissionais tratem a reorientação sexual, a chamada "cura gay".

O pastor Abilio Santana foi eleito como deputado federal em 2018, onde obteve 50.345 votos totalizados (0,73% dos votos válidos).

Além disso, Abilio Santana é conhecido por ser um dos principais pregadores do Gideões Missionários da Última Hora, com sede em Camboriú. Este é um dos maiores congressos missionário protestante pentecostal do Brasil, que tem por objetivo principal à divulgação do evangelho de Cristo no Brasil e no mundo.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recentes