Crime

” Me passou coronavírus”, diz enfermeiro que matou namora médica estrangulada

 A italiana Lorena Quaranta, méidca de de 27 ano médica foi brutalmente assassinada pelo próprio namorado. O enfermeiro Antonio De Pace , de 28 anos, é residente da região de Furci Siculo, localizada na Sicília.

Mandetta aprova corpos serem enterrados sem atestado de óbito

Segundo informações da polícia à imprensa local, De Pace estrangulou médica por acreditar que ela o havia contaminado com a Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus. Logo após o assassinato da namorada, o profissional de saúde contatou a polícia, na última terça-feira (30). Fez a confissão do crime, mas antes disso tentou se suicidar, cortando os pulsos.

Pista de gelo na Espanha vira em necrotério por mortos do coronavírus

A agência italiana de notícias Adnkronos, divulgou que tanto a médica como o namorado testaram negativo para Covid-19 . O casal trabalhou junto em um hospital siciliano no tratamento de pessoas com a doença.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo