Notícias

Com camisa do Bolsonaro, bombeiro assedia mulher e agride homem

Por meio de câmeras de segurança de um estabelecimento de Taguatinga, Distrito Federal, foi possível capturar o momento exato em que um crime de agressão física foi cometido.

Identificado como integrante do Corpo de Bombeiros, partiu para agressão ao programador Jair Aksin Reis Canhête, dando dois tapas na face. O caso aconteceu nesta última sexta-feira, próximo a uma estação de metrô em Taguatinga.

Num depoimento dado para a polícia, Jair declarou que a situação ocorreu depois dele ter notado que o bombeiro, que estava com camisa do Bolsonaro, estaria cometendo assédio a uma mulher que estava na fila a fim de adquirir bilhetes do metrô.

Bolsonaro confirma cirurgia e não segura as lágrimas ao relembrar facada em MG

De acordo com ele, a mulher se encontrava parada à sua frente conversando pelo celular. “Logo em seguida esse homem apareceu e passou a mão pelas costas da moça. Ela não teve reação, ficou em choque. O homem apenas riu”, relatou.

Ainda de acordo com as falas de Jair, seguranças do local chegaram perto com o objetivo de terem conhecimento do que estava acontecendo.

“Eu ainda presenciei quando ele se identificou para os agentes como militar do Corpo de Bombeiros e apresentou a documentação”, declarou.

Contudo, o programador enfatizou que o homem havia se escondido, aguardando ele sair da estação. Alarmado, ele foi rapidamente buscar refúgio numa loja voltada para a venda de, não só peixes, como também produtos relacionados a eles.

“Tentei me posicionar próximo a uma câmera de segurança para, pelo menos, ficar registrado que ele poderia me matar. Por sorte, ele puxou a arma, me agrediu, mas não apertou o gatilho”, informou.

https://www.facebook.com/watch/?v=141750874375264

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo